Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Submarino da «frota perdida» de Hitler aguarda o seu destino (turístico) no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia.

Localizado a uma profundidade de 20 metros ao largo da costa Karasu da província de Sakarya, no norte, o submarino U-20 fazia parte de uma frota de seis submarinos para dominação naval no Mar Negro durante a II Guerra Mundial.

Mehmet Emin Birpınar, vice-ministro do meio ambiente e planeamento urbano, partilhou uma fotografia do submarino na sua conta do Twitter e disse que o submarino é uma “testemunha da guerra” e deve ser “preservado e aberto ao turismo de mergulho“.

Atualmente, o navio está a ser examinado por mergulhadores, que afirmaram que a embarcação não será trazida à superfície.

Tahsin Ceylan, um cineasta, filmou um documentário em duas partes sobre a frota nazi e recentemente mergulhou novamente na área, tendo visto apenas redes que cobrem o corpo externo do submarino, de acordo com o Daily Sabah.

Em declarações à Demirören News Agency (DHA), Ceylan disse que a frota tinha como objetivo deter o domínio soviético sobre o Mar Negro.

“O transporte deles até aqui é realmente um sucesso de engenharia. Foram desmontados e levados para o rio Elba e, de lá, caminões especialmente projetados levaram-nos para o Danúbio. Foram remontados novamente em Constanta, na Roménia, e colocados no mar”, explicou.

Estes submarinos afundaram muitos navios soviéticos, mas quando a União Soviética dominou Constanta, conseguiram afundar um dos navios.

A tripulação de dois outros submarinos “afundou os próprios navios para evitar que caíssem nas mãos dos soviéticos”. Os outros três submarinos também foram afundados pela Alemanha após a sua derrota na guerra.

Os seis submarinos – U-18, U-19, U-20, U-21, U-22 e U-23 – motivaram ao longo dos anos sucessivas explorações marítimas para encontrá-los.

O U-20 foi encontrado pela Marinha turca em 1994 e o U-23 foi identificado recentemente, em 2019, com base nos estudos do engenheiro naval Selcuk Kolay.

Por encontrar está o U-19, que se supõe estar algures ao largo da província de Zonguldaque, no norte da Turquia.

ZAP //