Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

AÇORES

Limite máximo de capturas de goraz por embarcação aumenta em 17 toneladas

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia decidiu aumentar o limite máximo de capturas de goraz permitidas por embarcação até ao final do ano, que passa de 2% para 3% da quota global anual atribuída aos Açores e que corresponde a cerca de 17 toneladas. Um pedido da Federação das Pescas dos Açores.

O secretário Regional do Mar frisou que esta alteração tem como objectivo “utilizar a totalidade da quota numa altura do ano em que esta espécie é mais valorizada na primeira venda”.

Segundo Gui Menezes, esta medida de gestão da quota permite aos pescadores açorianos “obterem mais rendimento com esta pescaria”, lembrando que a medida já tinha sido implementada no ano passado “com sucesso”.
“Gestão racional e inteligente”

Os pescadores açorianos têm feito uma “gestão racional e inteligente” desta quota, disse Gui Menezes, acrescentando que esta é “uma forma de pescar menos e vender melhor”.

A portaria publicada hoje, 1 de Outubro, em Jornal oficial resulta de uma solicitação da Federação das Pescas dos Açores, após auscultação das associações federadas.

A quota anual atribuída aos Açores para 2020 corresponde a 543 toneladas, sendo que os pescadores açorianos ainda dispõem de 148,5 toneladas de quota até ao final do ano.

Desde o início do ano, a primeira venda de goraz já rendeu cerca de cinco milhões de euros aos pescadores açorianos na primeira venda, registando-se um preço médio de 12,50 euros por quilo.

fonte