Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

APDL conclui intervenção de 500 mil euros em melhorias no canal e em cais do Douro

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) acaba de anunciar a conclusão das obras de melhoria do canal e dos cais de espera a jusante da eclusa da Valeira, na Via Navegável do Douro (VND), que envolveram investimento de 500 mil euros por parte da administração portuária.

A obra teve como objetivo melhorar a segurança e a fluidez de um local que estava, até à data, interdito a embarcações com mais de 20 metros de comprimento. A empreitada surgiu, assim, da necessidade de criar pontos de paragem para todo o tipo de embarcações, permitindo que os navios se pudessem cruzar à saída da eclusa da Valeira, reduzindo para metade os anteriores tempos de espera, e criando condições de acostagem para os todos os tipos de navios, a montante do Tua.

No âmbito da empreitada foram, ainda, realizadas mais três intervenções: o restauro do ponto de acostagem existente na Alegria, de forma a aumentar a fluidez de circulação das embarcações que navegam na albufeira; a construção dos cais de São Martinho e Castelinho; e a reabilitação do cais da Boavista e Alegria, situados nos municípios de Carrazeda de Anciães e de São João da Pesqueira.

Este investimento veio otimizar os tempos de eclusagem – processo que permite a elevação de uma embarcação a uma barragem quando esta se situa num leito do rio de um nível mais baixo –, e aumentar a segurança nas áreas de espera deste troço.

Recorde-se que, até à data, a passagem simultânea de embarcações estava interdita entre o Pinhão e a Valeira, facto que provocava maiores tempos de espera pelo facto das embarcações terem de aguardar uma pela outra para poderem atravessar o troço.