Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

JORGE DELGADO, SECRETÁRIO DE ESTADO DAS INFRAESTRUTURAS

APAT disponível e colaborante desde a primeira hora

Divulgamos testemunho de Jorge Delgado, Secretário de Estado das Infraestruturas, publicado na mais recente newsletter da Associação dos Transitários de Portugal (APAT).

Em poucos dias o mundo virou do avesso. Um vírus - Covid 19 - chegou de rompante, sem aviso, e tomou conta das nossas vidas. Sem sabermos exatamente o que nos esperava, entre a necessidade de manter a normalidade e o imperativo de proteger a vida das pessoas, foi preciso tomar medidas nunca vistas em Portugal em tempos de democracia.

Impotentes perante um inimigo que ataca feroz e que demonstra a sua capacidade destruidora em países por todo o mundo, com exemplos muito duros bem aqui ao lado nos nossos vizinhos espanhóis, franceses e italianos, foi preciso reagir de forma enérgica, determinada, sem hesitações. E foi isso que o Governo de Portugal fez, tomando medidas que têm tanto de duras como de essenciais e que afetam todos, sem exceção.

Afetam aqueles que foram aconselhados a ficar em casa, mas também aqueles a quem lhes foi pedido que mantivessem a sua atividade, neste contexto de maior insegurança, para que o país possa continuar a funcionar, para que aquilo que produzimos possa continuar a ser exportado e para que o essencial de que dependemos vindo do exterior também não falte.

São muitos, e muito importantes, os agentes destas cadeias de exportação e de abastecimento. Destacam-se naturalmente os produtores e os transportadores, sejam eles rodoviários, ferroviários, marítimos ou aéreos, mas tendo como elo fundamental de ligação as empresas que se dedicam à atividade transitária.

É a atividade transitária que permite planificar e organizar as operações relativas ao transporte internacional de mercadorias, a atividade logística complementar e a sua distribuição. Sem esta atividade não seria possivel cumprir com o objetivo de garantir que exportamos o que a nossa economia precisa de exportar e que importamos o que a nossa indústria e os nossos cidadãos precisam de receber do exterior.

É por isso devido, em nome do Governo da República, e estou certo em nome de todas as portuguesas e portugueses, uma palavra de profundo agradecimento aos empresários e profissionais deste setor de atividade, bem como à Associação dos Transitários de Portugal - APAT, que sendo a organização nacional representativa destas empresas, tem estado desde a primeira hora disponível e colaborante, na procura de soluções que minimizem o impacto deste flagelo que atravessamos chamado Covid-19.

O Governo no âmbito das suas funções, tudo tem feito para minimizar os impactos da crise que atravessamos. Seja criando linhas de crédito às empresas, seja legislando de forma célere para adaptar as regras à excecionalidade dos tempos que vivemos.

Sabemos a dimensão do esforço que estamos a pedir a todos, mas acreditamos no nosso país e estamos certos de que com o empenho de todos ultrapassaremos este difícil desafio.


Jorge Delgado
Secretário de Estado das Infraestruturas