Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Prolongamento do quebra-mar é «fundamental» para a «competitividade» do Porto de Leixões

Segundo a agência Lusa, fonte oficial do Ministério das Infra-estruturas e da Habitação frisou que o projecto referente ao prolongamento do quebra-mar do Porto de Leixões é «fundamental» para o fomento da competitividade da infra-estrutura portuária.

«Esta obra é fundamental para garantir a competitividade do porto de Leixões, melhorar as condições de segurança e a navegabilidade no acesso ao porto de Leixões e na zona de manobra dos navios», declarou fonte oficial da tutela à Lusa, na sequência da revelação da adjudicação da obra para o último trimestre do presente ano. A obra é defendida pela comunidade portuária de Leixões e tida como o garante do contínuo progresso do porto.

De acordo com o Ministério das Infra-estruturas e Habitação, liderado por Pedro Nuno Santos, bloquear a adjudicação faria «perigar o acesso aos fundos comunitários, incapacitando aquele porto de se tornar mais competitivo». A tutela referiu ainda à Lusa que o Porto de Leixões correrá o risco, sem a materialização deste projecto, de não poder «responder ao aumento da dimensão média dos navios que o demandam, com as consequências daí advenientes para a cidade de Matosinhos e para toda a Região Norte» – uma ideia também partilhada pela comunidade portuária.

mais detalhes