Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

COVID-19: O impacto na economia e nas empresas portuguesas

A Revista Portugalglobal de maio 2020, publicação mensal da AICEP, publica um destaque sobre o impacto da COVID-19 na economia e nas empresas portuguesas.

Numa economia aberta como a portuguesa, os efeitos negativos da pandemia COVID-19, que obrigou ao confinamento da população em casa e ao encerramento da atividade económica quase na totalidade, fazem-se sentir nos principais setores da economia e na vida das empresas portuguesas e dos seus colaboradores, que, numa crise sem precedentes, necessitam de medidas de apoio que permitam a sua recuperação e o regresso à atividade.

Num país em que o tecido empresarial é maioritariamente constituído por pequenas e médias empresas, e onde a atividade exportadora representa 44 por cento do PIB nacional, a abertura do exterior aos bens e serviços portugueses será um dos fatores importantes para a retoma da atividade económica.

As empresas portuguesas estão, por outro lado, a saber adaptar-se à nova realidade e muitas converteram a sua atividade para a produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) que escasseiam em Portugal e no mundo.

Mas as Confederações patronais e as associações empresariais reclamam mais apoios do Estado e apelam à solidariedade dos Estados-membros da União Europeia para enfrentar a crise, onde o espectro do desemprego preocupa governantes e empresários.

Os empresários portugueses afirmam-se, porém, disponíveis para apoiar a retoma económica, num esforço coletivo que envolve todos os setores da sociedade portuguesa.

Leia o destaque na íntegra aqui.