Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Navio-escola Sagres regressa este domingo a Lisboa

O navio-escola Sagres regressa este domingo, 10 de Maio de 2020, a Lisboa, um mês e meio depois de ter sido cancelada a viagem de celebração dos 500 anos da circum-navegação de Fernão Magalhães devido à pandemia de covid-19.

O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai estar presente na Base Naval de Lisboa, no Alfeite, em Almada, para receber o Navio-Escola Sagres, que partiu no dia 05 de janeiro para iniciar a viagem de circum-navegação.

O navio partiu de Lisboa para uma viagem à volta do mundo, mas esta acabaria por ser interrompida em 24 de março, devido ao surgimento do surto epidémico.

"Face à situação de pandemia da covid-19, que afeta mais de 180 países em todo o mundo, o navio-escola Sagres, que ruma à Cidade do Cabo, na África do Sul, onde se prevê que chegue em 25 de março, recebeu ordens para regressar a Lisboa", segundo um comunicado do Ministério da Defesa Nacional divulgado em 24 de março.

O navio saiu da capital portuguesa no início de janeiro para uma viagem à volta do mundo que teria duração de pouco mais de um ano.

Previa-se que o navio passasse por 22 portos de 19 países diferentes e que seria a Casa de Portugal durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, competição que foi adiada para 2021.

O Ministério da Defesa Nacional justificava que a decisão de interrupção da viagem "foi tomada na sequência das medidas de segurança que os diferentes países estão a adotar para protegerem os seus portos, Portugal incluído, limitando a atracação e desembarque de tripulações e passageiros de navios", o que inviabiliza "o pleno cumprimento da missão".

O Governo considerava ainda que "a continuidade desta expedição poderia potenciar um maior risco de contágio entre os 142 elementos da guarnição", que se encontravam naquela altura bem de saúde.

No dia 25 de março o navio-escola Sagres zarpou no final da tarde da Cidade do Cabo rumo a Cabo Verde, após uma paragem para reabastecimento sob estritas condições de segurança.

O navio-escola português chegou na manhã desse dia 25 à Cidade do Cabo e ao fim da tarde já navegava rumo a Cabo Verde.

A aportada do navio, procedente da Argentina, foi feita na zona industrial do porto sul-africano e a guarnição portuguesa não foi autorizada a desembarcar no cais.

O navio-escola português era aguardado no âmbito da celebração dos 500 anos da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães. Todavia, perante a decisão das autoridades sul-africanas em decretar o confinamento do país, a Sagres teve de antecipar a chegada ao porto da Cidade do Cabo.

A decisão possibilitou o reabastecimento logístico do navio para seguir viagem de regresso a Portugal por ordem do Ministério da Defesa português devido ao agravamento da pandemia da covid-19 nos países que iria aportar rumo à Ásia.

fonte