Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Lisboa surpreendido com rapidez de insolvência de ETPL

Presidente Lídia Sequeira assegura que houve incumprimento de serviços mínimos e diz que não foi o Porto de Lisboa a barrar entrada a trabalhadores.

A Presidente da Administração do Porto de Lisboa, Lídia Sequeira, manifesta-se surpreendida com a velocidade a que a justiça decretou a insolvência da Empresa de Trabalho Portuário de Lisboa (ETPL) e foi determinado o fecho da empresa a poucos dias da declaração do estado de emergência no país. A situação determinou o afastamento dos 134 estivadores afetos à empresa, que estavam em greve, e que agora se encontram impedidos de aceder ao porto. “Devo dizer que me surpreendeu a rapidez com que o tribunal, normalmente muito moroso nesta coisas, decretou o estado de falência e que o administrador da massa falida também com tanta rapidez tenha decretado o fecho da ETPL”, afirmou a responsável esta quarta-feira, em declarações na comissão parlamentar de Economia.

mais detalhes