Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Relatório da reavaliação do meio marinho dos Açores em consulta pública até 10 de fevereiro

A Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, através da Direção Regional dos Assuntos do Mar, concluiu recentemente a reavaliação do estado ambiental das águas marinhas dos Açores, da qual resultou um conjunto de novas metas ambientais, com o objetivo de garantir o bom estado ambiental do meio marinho.

Os resultados do relatório da reavaliação do estado ambiental do meio marinho do arquipélago encontram-se em consulta pública até 10 de fevereiro na página da Direção Regional dos Assuntos do Mar na Internet.

Em Portugal, a transposição da Diretiva Quadro Estratégia Marinha (DQEM) é aplicável às águas marinhas sob soberania ou jurisdição nacional, as quais integram a região marinha do Atlântico Nordeste e as sub-regiões da Costa Ibérica e da Macaronésia, onde o arquipélago dos Açores se insere.

A avaliação inicial do estado ambiental do meio marinho da Região tinha sido realizada em 2014 e a sua reavaliação, que agora se submete a consulta pública, corresponde ao primeiro ciclo de implementação da DQEM, que decorreu de 2012 a 2018.

Neste sentido, foram avaliados 11 descritores ambientais, cada um de acordo com um conjunto de critérios, que abrangem os temas biodiversidade (D1), espécies não indígenas (D2), exploração de espécies comerciais (D3), ecologia alimentar e cadeias tróficas (D4), eutrofização (D5), alterações dos fundos marinhos (D6), alteração de padrões hidrológicos (D7), contaminantes (no ambiente e em espécies comerciais para alimentação humana) (D8 e D9), lixo marinho (D10) e ruído marinho (D11).

Para além a avaliação dos descritores, foi também realizada uma análise das atividades, pressões e impactos que se verificam no meio marinho e uma análise económica e social do espaço marítimo da Região.

O relatório encontra-se em consulta pública no sítio da Direção Regional dos Açores do Mar na Internet, bem como no da Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos.

mais informações aqui