Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Plástico no mar não tem solução?

Tecnologia de recolha na «Ilha do Lixo» testada com sucesso

Depois de um teste que durou um ano, a The Ocean Cleanup afirma que a tecnologia está finalmente a recolher plástico de forma eficiente, inclusive detritos de 1 mm.

Não há dúvidas que os plásticos já "invadiram" os mares. Mas agora existe um sistema que está a recolher com sucesso detritos de plástico na conhecida "Ilha do Lixo" no Oceano Pacífico. A garantia é dada pela organização não governamental The Ocean Cleanup que desenvolve tecnologia com o intuito de ajudar a diminuir este problema mundial.

O “sucesso” surge depois de um ano de testes do sistema autónomo que recorre às forças naturais do oceano para capturar e concentrar o plástico. Esta que é a segunda tentativa para provar o conceito de recolha de plásticos no oceano permitiu reter pedaços de detritos de plástico visíveis a olho nu e redes de pesca comercial, mas também “capturou” microplásticos de até 1 mm, garante a empresa que diz ter ficado surpreendida com este "feito".

mais detalhes