Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Colaboração com Portugal «é qualitativa», declarou o ministro cabo-verdiano José da Silva Gonçalves

José da Silva Gonçalves, Ministro do Turismo e Transportes e também líder da pasta da Economia Marítima de Cabo Verde, abordou a formalização do Memorando Específico de Cooperação no domínio da Economia Marítima, assinado no dia 4 de Julho no Ministério do Mar, em Algés. Para o governante, o acordo simboliza o reforço de uma ligação já de si «profícua» no sector do Mar.

«Nós, no Ministério do Mar e no Ministério da Economia Marítima, temos vindo partilhando conhecimento, experiência, e temos acompanhado de perto o passo dado – neste caso, Portugal, com mais experiência e história nesta matéria. Temos acompanhado muito de perto: a modernização e alinhamento dentro do sector do Mar, que, pela sua globalidade e transversalidade, tem granjeado atenção de todos os países, com ou sem o mar, porque o mar afecta todos os países, mesmo aqueles que não o possuem», declarou o ministro cabo-verdiano, após a assinatura do documento.

«O nosso governo criou o Ministério da Economia Marítima – nesta reformatação e alinhamento de governança do Mar e a atenção dada à Economia Azul e até a maior efectividade institucional, este memorando específico, que é anual, reforça a colaboração que temos vindo a colocar em prática, através da partilha de know-how», afirmou. Quanto à questão do financiamento? «A nossa cooperação é, sobretudo, qualitativa, porque o conhecimento não se pode medir por euros. As trocas da experiência, da abertura e da aprendizagem através de exemplos – é essa articulação que quisemos formalizar aqui. Trata-se de um acto simbólico que vem formalizar a nossa já profícua relação», comentou José da Silva Gonçalves.

fonte