Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ciência dos oceanos em suporte da economia azul

Abordando a ciência dos oceanos em suporte da economia azul, Miguel Marques, Líder do Projeto Global da PwC para a Economia do Mar, sedeado em Portugal, apresentou, a pedido de vários países, a 11 de Junho, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, as conclusões do relatório LEME – Barómetro PwC da Economia do Mar sobre a evolução da economia azul em todo o mundo, resultado de mais de 15 anos de coleta de dados e mais de 70 relatórios emitidos, com o objetivo de destacar as lacunas no conhecimento dos oceanos.

Quer se chame Economia do Mar, Crescimento Azul, Economia do Oceano ou Economia Azul, este novo conceito azul tem de comum uma abordagem integrada dos oceanos, que promove a sustentabilidade ambiental, o crescimento económico, o emprego e a inovação. Para ser implementada com sucesso, uma abordagem integrada precisa encontrar ganhos mútuos: soluções complementares e estratégias vantajosas para vários setores, entidades e países.

Neste momento o uso do oceano não é equilibrado. Uma abordagem integrada permite reduzir as tensões latentes e alcançar um uso mais equilibrado dos oceanos.

A Economia Azul é uma resposta às megatendências globais, nomeadamente: a rápida urbanização, avanços tecnológicos, a mudança climática e escassez de recursos, as mudanças demográficas e sociais e a mudança no poder económico global, com impacto em todos os Objetivos Globais da ONU para o Desenvolvimento Sustentável.

É importante reconhecer que os oceanos estão longe de serem homogéneos e que precisamos de fazer um apelo à ação que envolva os cientistas da natureza e os cientistas socioeconómicos.

Esta apresentação foi muito bem acolhida por todas as delegações do países que formam as Nações Unidas e será tida em consideração na preparação da década que as Nações Unidas dedicarão aos oceanos.