Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PORTO DE SINES

Piloto da JUL estará em pleno funcionamento no final do Verão

O projeto-piloto da Janela Única Logística (JUL) que irá começar a ser testado no Porto de Sines deverá ficar concluído e a funcionar, com informação real, no final deste verão. Em declarações à Transportes em Revista, José Simão, diretor-geral da DGRM, referiu que «a JUL foi montada na APRAM, nos Portos da Madeira, e agora estamos a estabilizar o seu arranque. Em paralelo, vamos começar os primeiros testes no Porto de Sines em junho e intensificá-los em julho e agosto. No final do verão, o piloto estará a funcionar já em testes com informação real. Isso significa que, por exemplo, todos os comboios que entrem e saiam do Porto de Sines já sejam tramitados na JUL. Em seguida iremos avançar para o Porto de Leixões, que tem uma componente rodoviária muito forte. Posteriormente, será feito o “roll out” para os restantes portos nacionais».

O diretor-geral da DGRM, que falava à margem do seminário “Portos Secos/Parques Seguros”, promovido pela Transportes em Revista e pela APAT, avançou que o Decreto-lei que criou o conceito de porto seco estabelece a JUL como «a ferramenta por excelência para a interoperabilidade eletrónica entre todos os atores envolvidos» na cadeia logística, e que neste momento estão a ser desenvolvidos os requisitos para a comunicação entre portos secos e portos marítimos. Para tal, revela José Simão, a DGRM está «a trabalhar em simultâneo com a Direção Geral das Alfândegas, de modo a incorporar no sistema todos os procedimentos aduaneiros, uma vez que são essenciais para implementar o sistema. Prevemos que no dia 1 de julho tenhamos o sistema montado em ambas as partes de modo a fazermos a integração entre os portos secos e os portos e terminais marítimos».

José Simão disse ainda que a DGRM está disponível para responder a todas as dúvidas dos stakeholders em relação à JUL e que tem previsto realizar, em conjunto com a Direção Geral das Alfândegas, «alguns workshops dedicados e direcionados a cada segmento, como transitários, donos de terminais, operadores de transportes, entre outros, não só para explicar este modelo de relacionamento como também para que possam começar a planear as respetivas adaptações dos seus sistemas informáticos».

fonte