Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«Cascade 2019» teve início esta quarta-feira no Porto de Aveiro

A participação da Administração do Porto de Aveiro no exercício europeu CASCADE’19, teve início esta quarta-feira, dia 29 de maio às 15:08, com o cenário de derrame de fuelóleo no cais n.º 26 no Terminal de Granéis Líquidos. Na manobra de atracação com condições meteorológicas muito adversas, o navio embateu no cais sofrendo um rombo e como consequência ocorreu um derrame de combustível considerável, para a ria.

Na sequência do alerta foram avisadas as autoridades e activado, pela Presidente do Conselho de Administração da APA S.A., o Plano de Emergência Interno da Administração do Porto de Aveiro, que mobilizou de imediato as equipas operacionais, tendo como primeiro objetivo a contenção do derrame.

No âmbito do Plano Mar Limpo foram articuladas com a Capitania do Porto de Aveiro todas as acções de intervenção ao incidente.
Após o estabelecimento das barreiras ao redor do navio, o que envolveu a colocação de dois troços com cerca de 150 metros cada, o derrame foi delimitado, o rombo foi tamponado, e foi dado de seguida inicio à operação de recolha do produto.

No local estiveram meios da APA, envolvendo duas embarcações de combate à poluição e equipamentos de apoio logístico. A Capitania envolveu vários meios, nomeadamente embarcações de apoio, B.V.I. com uma equipa de intervenção, e, ainda, um rebocador, por parte da empresa Tinita. Dada a dimensão do derrame foram delineadas no posto de comando da autoridade marítima, as ações que se desenvolverão nas horas seguintes com a chegada de mais meios do Departamento Marítimo do Norte.