Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Representantes dos Portos do Corredor Atlântico e da Comissão Europeia visitam Leixões e o Douro

O Porto de Leixões e a Via Navegável do Douro receberam recentemente a visita de um grupo de representantes dos portos pertencentes ao Corredor Atlântico. O encontro foi liderado pelo Coordenador Europeu, Carlo Secchi, e por Isabelle Maes, da Comissão Europeia.

Em Leixões, o grupo foi recebido no Terminal de Cruzeiros onde foi apresentada a Janela Única Logística (JUL) de Portugal, bem como discutidos os investimentos em curso em Espanha e em França. Em cima da mesa estiveram também temas como as alterações climáticas, as energias alternativas e a relação de Leixões com a comunidade envolvente, nomeadamente no âmbito científico e tecnológico.

O grupo teve também a oportunidade de conhecer o Centro de Coordenação de Navios, Cargas e Portaria, no qual é planeado todo o funcionamento dos portos de Leixões e de Viana do Castelo e da Via Navegável do Douro. Esta visita mereceu o aplauso e reconhecimento dos participantes pelo elevado nível de desempenho, eficiência e segurança de todas as operações.

Já a Via Navegável do Douro mereceu uma atenção redobrada, atendendo a que se espera que, num futuro próximo, passe a integrar a Rede Principal das RTE-T e o Corredor Atlântico.

Na sessão promovida na Régua, a APDL teve a oportunidade de partilhar os seus desafios e principais investimentos, bem como respetivas fontes de financiamento.

Recorde-se que a terceira fase do Douro’s Inland Waterway 2020, no âmbito da qual se incluem os investimentos de correção do canal de navegação nos troços Cotas - Valeira e Saião – Pocinho e a reabilitação das cinco eclusas, aguarda aprovação e financiamento.