Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

APDL investe 1,35ME para construir réplica do Titan do Porto de Leixões

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) vai investir 1,35 milhões de euros na construção de uma réplica do guindaste Titan do Porto de Leixões, em Matosinhos, revelou a Ministra do Mar.

Ana Paula Vitorino, que anunciou este investimento na apresentação de novas empreitadas no Porto de Leixões, a rondar os 217 milhões de euros até 2024, espera que a réplica do "ícone e ex-líbris" da região esteja pronto a tempo da Conferência dos Oceanos que vai ter lugar em Portugal em 2020.

O Titan, peça única de arqueologia industrial, foi desmantelado em 2012 devido ao seu elevado estado de degradação.

"O Titan está na nossa memória coletiva, mas devido ao seu elevado estado de degradação está inaproveitável, por isso, a solução é fazer uma réplica que ficará exposta num sítio visível para todos, para quem vier ao terminal de cruzeiros ou simplesmente for passear nas praias", referiu a governante.

A ministra frisou que o setor económico tem de estar diretamente relacionado com a vida das pessoas, memórias coletivas e necessidades culturais, daí esta réplica vir "honrar" o passado.

Além disso, a governante revelou ainda que a APDL vai reabilitar o cais do terminal de contentores Sul numa extensão de 450 metros, melhorando a segurança e operação.

O investimento rondará os cinco milhões de euros, disse.

fonte