Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MADEIRA

Lançados concursos públicos para várias obras portuárias

A Administração dos Portos da Madeira lançou recentemente concursos públicos para três grandes obras: a recuperação e requalificação do Cais da Ponta do Sol, a dragagem do Porto do Funchal, bem como a grande reabilitação deste porto.

Trata-se de um investimento do Governo Regional que no total ultrapassa os 6 481 000 euros, feito em contrato programa com a APRAM.

Todas estas obras vão estar no terreno no primeiro semestre do próximo ano.

A grande intervenção no Porto do Funchal leva a maior fatia, cerca de 5 milhões de euros. A obra será concluída em 10 meses e não vai colidir ou atrapalhar a operação dos navios de cruzeiro.

Prevê a recarga do manto de tetrápodes de 25 toneladas, a reparação de todo o muro cortina e o reforço da fundação da rampa ro/ro que apresenta falhas na estrutura.

A dragagem do Porto do Funchal, cujo plano foi aprovado pela Direção Regional do Ordenamento do Território e Ambiente, DROTA, prevê a retirada de 36 mil m3 de sedimentos, em quatro meses. O investimento atinge os 706 mil euros.

Para a reabilitação e requalificação do Cais da Ponta do Sol estão destinados 775 mil euros e prevê-se que os trabalhos tenham uma duração de nove meses.

Todas as intervenções de recuperação e consolidação daquela infraestrutura, construída no século XIX, vão preservar e reutilizar os materiais originais, uma vez que o objetivo principal é elevar aquele cais a património regional, pelo que serão retirados todos os elementos dissonantes.