Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística

Notícias

Embaixador chinês confirma memorando sobre Faixa e Rota

O Embaixador da República Popular da China em Portugal, Cai Run, confirmou esta segunda-feira a intenção de Lisboa e Pequim subscreverem um entendimento no quadro da Iniciativa Faixa e Rota, a estratégia internacional de iniciativa chinesa para construção de infraestruturas em corredores de logística comercial.

A assinatura do memorando de entendimento entre os dois países para a inclusão de Portugal na iniciativa tinha já sido antecipada pelo ministro português dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, em outubro, durante uma visita a Macau. “Iremos reforçar as nossas relações sobre a iniciativa uma faixa uma rota”, indicou Cai Run.

O entendimento deverá ser assinado durante a estada do presidente chinês, Xi Jinping, que estará em visita oficial a Portugal terça e quarta-feira, chegado da cimeira do G20 que se realizou na Argentina. O interesse em atrair a China para os portos portugueses tem vindo a ser manifestado em vários momentos pela Presidência da República e pelo governo português. Sines e o porto de águas profundas da Praia da Vitória, no Açores, são vistos como infraestruturas com capacidade de atração de empresas chinesas. Empresas chinesas – nomeadamente, a Cosco – têm já presença em portos espanhóis como o de Valencia.

No entanto, o governo de Espanha, onde Xi Jinping se deslocou no final do mês passado, rejeitou a assinatura de um memorando de entendimento para a inclusão do país na iniciativa Faixa e Rota. A decisão foi tomada por Madrid devido ao facto de a União Europeia ter, ela própria, lançado uma iniciativa de promoção de infraestruturas nos corredores euroasiáticos.

fonte