Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Leixões reuniu especialistas internacionais para reflexão sobre o «Porto do Futuro»

O arranque desta semana foi marcado por diversas questões sobre os novos horizontes dos portos, às quais vários especialistas tentaram responder, em vivo e profícuo debate, realizado no Porto de Leixões. A iniciativa, integrada no projecto europeu ‘Docks The Future’, procurou respostas para interrogações prementes que definirão o mindset do sector marítimo-portuário global durante os anos vindouros.

Porto de Leixões foi o palco da discussão sobre o ‘Porto do Futuro’

Em que moldes operará o ‘Porto do Futuro’? Com que desafios terá que lidar, quer na vertente operacional quer no seu relacionamento com as cidades e respectivas comunidades? Que oportunidades trará para a descarbonização do ambiente? Para responder a estas interrogações, um grupo de especialistas internacionais marcou presença no porto nortenho, durante os dias 29 e 30 de Outubro.

Subordinado ao projecto ‘Docks The Future’, financiado pela Comissão Europeia, esta iniciativa, revelou a APDL, «teve como objectivo definir o conceito de ‘Porto do Futuro’ num horizonte temporal de pouco mais de uma década (2030)». Em cima da mesa, adiantou a administração do porto, estiveram temas como os «desafios relacionados com a simplificação e digitalização de processos, dragagens, reduções de emissões, transição de energia, electrificação, redes inteligentes, interface porto-cidade e gestão da utilização das energias renováveis».

Especialistas internacionais de vários quadrantes enriqueceram visão portuária do futuro

Com vários meses de maturação e análise, a ideia de ‘Porto do Futuro’ resultante da reflexão do projecto «foi validada pelos mais de 30 especialistas internacionais de alto nível em diversos domínios da área portuária, como o meio ambiente, as tecnologias de informação, as relações com as cidades portuárias, as infra-estruturas, as políticas marítimas e de transporte», informou a APDL.

Os especialistas incluem representantes de entidades tais como a Federação Europeia de Operadores Privados de Portos (FEPORT), a European Tecnology Plataforms, a Inland Navigation Europe, a Fundação do Porto de Valência, entre outros. A implementação do projecto está a cargo de um consórcio liderado pela Circle srl (Itália), pela Universidade de Génova (Itália), pelo Institut für Seeverkehrswirtschaft und Logistik – ISL (Alemanha), e pelo PortExpertise (Bélgica), contando também com a participação de uma entidade portuguesa, a Magellan – Associação para a Representação dos Interesses Portugueses no Exterior.

fonte