Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Operação Vacuum Flasher espelhou eficácia das operações efectuadas pela PortSines

A notícia correu Portugal e impressionou devido à hercúlea tarefa de descarregar três peças com destino à refinaria da Galp, localizada em Sines: na ressaca da operação de grande monta, a Revista Cargo fez eco do sucedido e o feito ficou conhecido como a ‘operação Vacuum Flasher’. Uma dura empreitada que não teria sido possível sem o esforço e perícia da PortSines, com o auxílio da LASO Transportes.

A operação decorreu no dia 20 de Setembro e compreendeu a descarga de três peças com destino à refinaria da Galp. Decorrida no TMS (Terminal Multipurpose de Sines) do porto alentejano, a operação notabilizou-se devido às 67 toneladas de peso (e medidas de 25,63 metros por 6,10 metros por 6,05 metros.) de uma das peças: precisamente o denominado ‘Vacuum Flasher’. «Realizou-se assim mais uma operação de peças com dimensões e pesos elevados, provando a eficácia das operações efectuadas pela PortSines», realça a empresa.

PortSines recordou feito de 2010 para realçar uma eficiência operacional que perdura no tempo
Ao analisar a operação de Setembro, a PortSines recordou «a descarga de dois reactores destinados à mesma refinaria», ocorrida em 2010, frisando que um desses reactores ficou na história por ser «a mais pesada unidade de carga transportada por via marítima no espaço intra-europeu, com um peso unitário de 1655 toneladas, 42 metros de comprimento, 8 metros de largura e um volume equivalente a 2370 metros cúbicos». Lembrando ainda a PortSines que «o transporte da peça, após descarga, foi executado por uma plataforma móvel terrestre com 272 rodas».

fonte