Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Israel e Portugal colaboram na investigação marítima

Num memorando de entendimento e cooperação assinado pelo Ministro da Ciência israelita, Ofir Akunis, e pela Ministra do Mar portuguesa, Ana Paula Vitorino, os dois países assinalam ter "a mesma visão sobre a necessidade de medidas" para conter a deterioração do ambiente marinho nas suas águas territoriais, o Atlântico no caso português e o Mediterrâneo no caso de Israel.

Na assinatura do documento, Ana Paula Vitorino reconheceu que os dois países são "altamente dependentes do oceano e dos seus recursos e é por isso vão "reforçar as colaborações científicas e aumentar o intercâmbio de conhecimentos e de cientistas entre os dois estados em matérias do mar".

No memorando estão previstas visitas mútuas de delegações científicas e peritos, participação em expedições científicas conjuntas e troca de dados, equipamentos e serviços de investigação científica.

Os dois países procuram também o "crescimento económico 'azul'", e trabalharão juntos para "adaptar os setores marítimos para conseguir acabar com o desperdício e reduzir as emissões" de gases com efeito de estufa.

"Quando os oceanos nos dão tantas coisas, algumas pouco óbvias, como não sentir a necessidade de os proteger? Este memorando é uma oportunidade de ouro", afirmou a ministra, acrescentando que "as colaborações científica e tecnológica são a maneira mais eficaz de enfrentar estes desafios futuros".

fonte