Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Novo Comandante da Zona Marítima dos Açores

O comodoro José Croca Favinha tomou posse como Comandante da Zona Marítima dos Açores, em cerimónia que se realizou em Santa Clara, nos Açores.

A cerimónia contou com a presença do 2º Comandante Naval, contra-almirante João Dores Aresta, que deu posse ao novo Comandante de Zona dos Açores que rende no cargo o comodoro Valentim Pires Rodrigues.

O Comando da Zona Marítima dos Açores tem por missão nomeadamente assegurar o funcionamento do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada) e garantir, nos termos da lei e do direito internacional, a vigilância nos espaços marítimos sob soberania ou jurisdição nacional, na Região Autónoma dos Açores.

Comodoro Croca Favinha

O comodoro José Croca Favinha nasceu em Lisboa a 11 de Abril de 1963.

Licenciou-se em Ciências Militares Navais pela Escola Naval em 1986.

Especializou-se em Comunicações e Guerra Electrónica, em 1988, e foi Chefe de Serviço de Comunicações dos NRP João Roby e NRP Corte-Real. Durante a comissão a bordo da fragata Corte-Real participou no embargo naval da NATO à antiga Jugoslávia em 1996.

No período compreendido entre 1997 e 1998 foi Capitão de Porto de Porto Santo e Director da Estação Radionaval de Porto Santo.

Em 1998, foi colocado no Regional Headquarters South Atlantic da NATO como oficial de Estado-Maior de Guerra de Superfície e Guerra Electrónica.

O comodoro Croca Favinha comandou o NRP João Roby entre julho de 2001 e Setembro de 2003 e foi mais tarde 2º Comandante da Esquadrilha de Navios Patrulhas tendo sido em simultâneo Chefe de Estado-maior da Força Naval Portuguesa.

Desempenhou também o cargo de Chefe da Divisão de Operações do Comando Naval de Fevereiro de 2005 até Setembro de 2007.

Em Outubro de 2007 iniciou uma comissão de 3 anos no Comando de Transformação da NATO, em Norfolk onde foi inicialmente responsável pela Coordenação do Scientific Programme of Work e mais tarde pelo ramo de Comando e Controlo.

Assumiu o cargo de Diretor do Centro Integrado de Treino Naval (CITAN) em 19 de Outubro de 2010, comandando a Força Naval Portuguesa no período de Novembro de 2012 a Outubro de 2014.

Em Outubro de 2016 voltou à NATO, tendo assumido o cargo de Diretor dos Planos no Comando Marítimo em Londres, onde permaneceu até Julho de 2018.