Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Energia das marés testada na Escócia

A Comissão Europeia (CE) aprovou recentemente mais uma fase de um projecto da Nova Innovation, com sede em Edimburgo, na Escócia – Enabling Future Arrays in Tidal (EnFAIT) –, cujo objectivo é promover a geração de electricidade a partir da energia das marés. Trata-se de um projecto de 20 milhões de euros que já vem sendo testado há um ano, e cujo design e desenvolvimento têm demonstrado sucesso, pode ler-se no comunicado oficial.

O projecto, desenvolvido em colaboração com oito organizações europeias, tem também como finalidade provar que este tipo de energia é fiável e rentável e que o seu custo pode ser reduzido, pelo menos, em 40%.

Até agora, no âmbito do projecto já foram analisados o local e as marés, o desempenho das turbinas existentes, já foram obtidas as licenças necessárias para o local e já foram desenvolvidos projectos para novas turbinas com conexões submarinas, nas ilhas Bluemull Sound de Shetland, Escócia, onde estão colocadas as turbinas.

Nos próximos quatro anos esperam-se seis turbinas bem como uma evolução nas regulações da manutenção e no layout das turbinas, que será ajustado de forma a permitir o melhor desempenho.

fonte