Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Sines na rota do investimento chinês

Seis dezenas de potenciais investidores da China e de países de língua portuguesa - de Angola, Moçambique e Cabo Verde - conheceram sexta-feira as potencialidades da zona industrial de Sines que procura novos investimentos.

Com 48% da capacidade da zona industrial de Sines ainda por ocupar (numa área total de mais de dois mil hectares), o objetivo principal da AICEP Global Parques, que gere a infraestrutura, é atrair a atenção de grandes potências mundiais para aí instalarem as suas atividades nas mais diversas áreas.

A visita ao porto de Sines insere-se no reconhecimento da importância das estruturas portuárias portuguesas e a possível participação de Portugal na iniciativa chinesa "Uma Faixa, Uma Rota" que, tal como ontem explicou Wu Meng, diretor geral delegado do departamento de Cooperação Bilateral da Câmara chinesa para o Comércio Internacional, "é uma das mais importantes do Presidente Xi (Jinping) e proporciona uma boa plataforma de cooperação entre a China e todos os países que quiserem aderir".

Os empresários participantes nesta visita, no âmbito do Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países da Língua Portuguesa (PLP), que decorreu em Lisboa, conheceram as vantagens quer de localização ao lado do Porto de Sines, quer das restantes infraestruturas que a servem. Uma zona que já representa 1,1% do PIB português em termos de atividade (cerca de dois mil milhões de euros são gerados anualmente na zona industrial), representando 18% das exportações portuguesas e 2,3% do emprego nacional. Entre empregos diretos e indiretos, a zona industrial garante 18 mil postos de trabalho.

"A grande vantagem da zona industrial de Sines é que não há restrições a qualquer atividade, não há constrangimentos urbanos, e temos uma localização privilegiada", disse Francisco Mendes Palma, CO da AICEP Global Parques que, neste momento, tem em mãos dois projetos, um com um investidor norte-americano e outro chinês, "que em breve poderão ser os nossos novos investidores".

"Queremos que o Porto de Sines faça parte dos novos projetos da China e Macau e que passe a ser uma nova rota marítima do comércio mundial", afirmou Duarte Lynce, administrador dos Portos de Sines e do Algarve, que deixou a plateia surpreendida com o número do crescimento da capacidade de distribuição de carga transportada por contentores vindo do Oriente e com destino a mercados fora da Península Ibérica, entre 2010 e 2017: 415%.

Depois de apresentadas as vantagens, os convidados fizeram uma visita a toda a zona envolvente ao Porto para confirmarem toda a informação que receberam com os seus próprios olhos.

fonte