Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

NRP Tejo em missão nos Açores

O Navio da República Portuguesa (NRP) Tejo atracou dia 12 no Porto de Ponta Delgada para a sua primeira missão nos Açores, com uma duração prevista de um mês e meio.

A missão tem como objetivo prioritário a vigilância e patrulha dos espaços marítimos do arquipélago dos Açores, tendo em vista o exercício da autoridade do Estado no mar, e ainda, a presença junto das diversas comunidades das Ilhas que constituem o arquipélago, bem como realização de ações de busca e salvamento marítimo.

O navio de patrulha costeiro Tejo é o primeiro de quatro navios, que dá nome à classe, foi aumentado ao efetivo dos navios da Armada a 5 de maio de 2016, tendo sido empenhado na sua primeira missão em dezembro do mesmo ano.

Nestes mais de dois anos ao serviço da Marinha, o NRP Tejo já realizou missões nas Zonas Marítimas da Madeira e do Norte e uma missão no âmbito da agência FRONTEX da União Europeia de controlo dos fluxos migratórios no mediterrâneo central, ao largo da costa de Itália, contribuindo para a recolha e apoio a 141 pessoas.

O navio tem ainda capacidade para prestar assistência a pessoas e embarcações em perigo, integrando a estrutura de busca e salvamento marítimo e para colaborar com a proteção civil e autoridades civis, em situações de auxílio à população, em caso de catástrofe, calamidade ou acidente.

​O NRP Tejo é comandado pelo primeiro-tenente Simão Loureiro da Paixão e tem um total de 29 militares embarcados.​