Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

IMO cria grupo de trabalho para analisar regulamentação dos navios autónomos

A Organização Marítima Internacional (IMO) informou ter criado um grupo de trabalho para analisar e estudar o dossier dos navios autónomos, com vista à urgente iniciação dos trabalhos de preparação do enquadramento jurídico e da regulamentação de um sector cada vez mais desenvolvido e cada vez mais promissor.

Essa decisão foi tomada durante a nonagésima nona reunião do Comité de Segurança Marítima (MSC 99) da IMO, em grande parte focada no tema da automação marítima e da necessidade de acompanhar o progresso tecnológico na área, definindo, o quanto antes, as linhas mestras de uma regulamentação de carácter internacional.

Este grupo de trabalho irá analisar uma ampla gama de questões que se impõe quando falamos de navios autónomos e graus de automação a bordo das embarcações – desde logo, a importância e papel do elemento humano em todo este processo, a segurança marítima, as interacções com os portos, a pilotagem, a resposta a incidentes e a protecção do ecossistema marinho.
Flexibilidade para absorver novas tecnologias e melhorar «a eficiência da navegação», disse Kitack Lim

O secretário-geral da IMO, Kitack Lim, anunciou hoje também a formação de um grupo de trabalho interdisciplinar para a análise dos navios autónomos, a fim de dotar de maior competência a equipa que irá avaliar o tema. Apesar de ser um segmento cada vez mais desenvolvido (no qual os testes de sucesso se sucedem) o uso de tais embarcações enfrenta, ainda, uma barreira regulatória internacional até agora não atacada pela IMO.

«É importante que permaneçamos flexíveis para acomodarmos as novas tecnologias e melhorarmos a eficiência da navegação, e ao mesmo tempo, termos em mente o papel do elemento humano e a necessidade de manter uma navegação segura, reduzindo ainda mais o número de acidentes marítimos», disse Kitack Lim na abertura da reunião do MSC.

fonte