Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Janela Única Logística

Notícias

QUASE 3 MILHÕES DE TEU

Portos nacionais conseguiram melhor ano de sempre nos contentores

O ano de 2017, além de histórico para o contexto marítimo-portuário nacional, fica também marcado pelo registo no mercado nacional de contentores, revelou a AMT no relatório que analisa o desempenho dos portos lusos durante o ano passado. Assim, a carga contentorizada seguiu as pisadas da performance global, apresentando «igualmente o valor mais elevado de sempre».

Sines roçou os 1,7 milhões de TEU, a melhor marca de sempre

O relatório da AMT dá assim conta de «um volume de cerca de 3 milhões de TEU, superior em +8,4% ao registado em 2016», um crescimento constatado, principalmente, nos Portos de Sines e Lisboa, «que apresentam um aumento respectivo de 10,3% e 26,6%, e com acréscimos de 150 e 100 mil TEU». Desta feita, Sines fechou 2017 com a obtenção da «melhor marca de sempre», perto dos 1,7 milhões de TEU.

O término de 2017 viu o Porto de Sines apresentar uma quota (referente ao movimento de contentores) nacional de 56,1%, mais um ponto percentual face ao ano anterior, revelou a AMT. O Porto de Leixões viu a sua quota decrescer em -2,7% até aos 21,3%, ao passo que o Porto de Lisboa experimentou uma subida de 2,4%, rumo aos 16,7%. Quanto ao Porto de Setúbal, este registou um abrandamento de -0,6% para uma quota de 5,1%; o Porto da Figueira da Foz baixou para os 0,8%.
Desempenho dos contentores intensamente influenciado pelo transhipment de Sines

O desempenho do segmento dos contentores nos portos comerciais do Continente foi intensamente afectado pelo tráfego de transhipment ocorrido no Porto de Sines, recorda a AMT – em 2017, esta tipologia de tráfego «representou 44,5% do volume global de TEU movimentado, e cerca de 79,4% do movimento efectuado no próprio porto». O volume de TEU movimentado nas operações de transbordo em Sines significou cerca de 94,7% do efectuado neste tipo de operações em todo o sistema portuário continental.

fonte