Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Portos britânicos criticam subestimação dos impactos do Brexit por parte do Executivo

O ‘Brexit‘ continua a estar no topo da agenda da comunidade portuária britânica: em nova reacção ao turbulento e incerto processo de divórcio, a Associação de Portos Britânicos (British Ports Association) declarou que as análises sectoriais levadas a cabo pelo Executivo do Reino Unido subestimam os desafios que Brexit acarretará para o sector dos portos britânicos.


Portos britânicos criticam subestimação dos impactos do ‘Brexit’ por parte do Executivo

Marítimo 22 Dezembro, 2017 Sem comentários em Portos britânicos criticam subestimação dos impactos do ‘Brexit’ por parte do Executivo 392

O ‘Brexit‘ continua a estar no topo da agenda da comunidade portuária britânica: em nova reacção ao turbulento e incerto processo de divórcio, a Associação de Portos Britânicos (British Ports Association) declarou que as análises sectoriais levadas a cabo pelo Executivo do Reino Unido subestimam os desafios que Brexit acarretará para o sector dos portos britânicos.


«Relatório subestima impacto operacional» que o ‘Brexit’ terá nos portos britânicos

A publicação dos estudos sectoriais, no passado dia 21 de Dezembro, mereceu reparos por parte Richard Ballantyne, chefe-executivo da associação de portos: «Estamos bastante decepcionados pelo facto das mensagens que veiculados a todos os departamentos do Governo sobre os desafios de abandonarmos a União Europeia não estarem reflectidas neste relatório», afirmou, enfatizando os obstáculos, quer para os portos quer para a economia global.

«O relatório marítimo e portuário subestima, de forma significativa, o impacto operacional causado pelo abandono da União Aduaneira no sector dos portos. O Governo do Reino Unido devia reconsiderar, urgentemente, os impactos na indústria portuária, em particular no que toca ao tráfego ‘roll-on/roll-off’ nos portos que fomentam níveis significativos de comércio entre o Reino Unido e a Europa», acrescentou Richard Ballantyne.

Consequências do ‘Brexit‘: desde congestionamentos a acréscimo dos custos

Os impactos da saída do Reino Unido da União Aduaneira e do Mercado Único poderão ser substanciais, de acordo com grande parte da comunidade marítimo-portuária britânica. A perspectiva de que os controlos alfandegários, sanitários e ambientais possam gerar maiores níveis de burocracia nas fronteiras é um cenário cada vez mais temido pela comunidade, principalmente no tráfego de veículos pesados (neste caso os chamados ‘heavy goods vehicles‘ em portos de ferry ‘roll-on/roll-off‘, com custos acrescidos para comerciantes, fabricantes e consumidores.

FONTE