Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Póvoa/Vila do Conde. Investimento de 1,4 milhões nos portos

As barras e portos de pesca da Póvoa de Varzim e Vila do Conde vão receber, este ano, um investimento estatal para dragagens de 1,4 milhões de euros, anunciou esta quarta-feira, em comunicado, o Ministério do Mar.

Em Vila do Conde, as operações de dragagem, a supervisionar pela Direção Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), vão incidir na barra do rio Ave, estando previsto que comecem já neste mês de janeiro.

Esta intervenção está orçada em 460 mil euros, e tem como objeto a dragagem de 75.000 metros cúbicos (m3) de sedimentos: 73.000 na barra e 2.000 no canal e zona de acesso ao estaleiro de Azurara.

Na Póvoa de Varzim ainda não está definida a quantidade de sedimentos a dragar, uma vez que só em dezembro foi terminado o levantamento hidrográfico de toda a área interior do porto e zona de aproximação, estando agora a ser elaborado o projeto de intervenção.

Ainda assim, o ministério liderado por Ana Paula Vitorino avança que pretende investir nestas operações na localidade poveira 922 mil euros.

O procedimento concursal para empreitada, a desencadear pela DGRM, está previsto para fevereiro, de modo a que as intervenções possam arrancar em meados de abril.

Ambas intervenções pretendem repor as condições de navegabilidade e segurança na área portuária, e respetivos acessos, das duas cidades, que sofrem, frequentemente, com problemas de assoreamento nos seus portos de pesca.

Na zona da Póvoa de Varzim e Vila do Conde concentra-se uma das maiores comunidades piscatórias do país.

fonte