Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Luz verde para novos comboios no Alentejo

A Infraestruturas de Portugal está autorizada, a partir de sexta-feira, 29 de Dezembro, a arrancar com os concursos de construção de uma linha ferroviária especializada no transporte de mercadorias do Porto de Sines para a Europa; é o troço entre Évora e Elvas e representa um investimento de 422 milhões de euros, dos quais 158 milhões são financiados por Bruxelas.

Este é o maior investimento ferroviário em Portugal para os próximos 4 anos. É o troço de linha que faltava para ligar Portugal à Europa. E agora, que, de acordo com o ministro das infraestruturas Pedro Marques, "o financiamento europeu está assegurado" é altura de avançar com as obras.

"Os financiamentos estão assegurados. São de um projeto de candidatura direta a Bruxelas de um projeto CEF Connecting Europe Facility".

O CEF é um programa lançado por Bruxelas para os corredores europeus de Transportes, onde se inclui a ligação do porto de Sines à Europa e por isso esta linha vai estar preparada para a bitola Europeia.

"Nós vamos ter este investimento realizado na atual bitola ibérica mas com condições de migração para a bitola europeia", adianta o ministro Pedro Marques.

Esta nova linha que vai estar também preparada para suportar comboio "gigantes" com composições de 750 metros.

E, "é o aumento do tamanho dos comboios que nos vai permitir, ao transportar mais carga, garantir que o preço do transporte de cada tonelada de carga pode descer e assim o transporte ferroviária que é eficiente em termos ambientais também o seja em termos de custos", explica o ministro das infraestruturas.

A linha vai ser toda eletrificada e não é posta de lado a possibilidade deste corredor ferroviário ser usado para o transporte de passageiros.

fonte