Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ferry entre a Madeira e o continente será realidade no Verão de 2018

O Executivo madeirense garantiu, segundo adiantou o jornal ‘Público’, que a ligação semanal entre a Madeira e o continente via ferry vai mesmo avançar a partir do segundo semestre do próximo ano. Existem, actualmente, 13 armadores interessados em integrar o projecto e o prazo para a apresentação de candidaturas para a concessão da linha de transporte regular de passageiros e mercadorias terminou dia 18 de Dezembro.

O plural interesse na concessão existe mas, por si só, não garantirá o sucesso do concurso, lançado pelo governo madeirense no passado mês de Agosto; o interesse de armadores portugueses, como a Transinsular e a ENM, e de armadores estrangeiros, como a cipriota Matrix Marine, da italiana Grandi Navi Veloci, da grega Hellenic Shipping, da espanhola Naviera Armas e da alemã FRS foi real em Janeiro de 2016, não chegando contudo a ser concretizado aquando do concurso lançado pelo Executivo de Miguel Albuquerque.
Orçamento Regional compensará concessionária

À data, os interessados apontaram a sazonalidade do tráfego de passageiros e o baixo fluxo do mercado regional como pontos negativos que tornavam – sem compensação estatal – o projecto inviável em termos comerciais e financeiros. Esta segunda vaga, lançada em Agosto, pretendeu dar resposta aos entraves assinalados pelos armadores em 2016: do Orçamento Regional serão disponibilizados, anualmente, 3 milhões de euros para indemnizações ao armador que efective a ligação durante os três anos da concessão.

Para tornar a concessão mais atractiva, o Executivo prometeu disponibilizar um pacote de incentivos com mudanças nas taxas portuárias e um modelo capaz de fomentar a mobilidade, quer para passageiros, quer para automóveis. Mas as alternativas do Executivo não se ficam por aqui: «Se eventualmente o concurso ficar vazio, estamos já a pensar que medidas é que podemos adoptar», afirmou ao ‘Público’ o vice-presidente do executivo madeirense, Pedro Calado, reiterando ao jornal, no entanto, a confiança no sucesso do concurso.
Promessa feita: «No Verão do próximo ano teremos o ferry na Madeira», diz Pedro Calado

«Não está relacionado com taxas nem com acréscimo de custos para a região » explicou Pedro Calado; tais medidas adicionais, garantiu, poderão estar ligadas à «redefinição» de directrizes previstas no caderno de encargos. Mas, independentemente das circunstâncias, a garantia de Pedro Calado é final: em 2018, a ligação por ferry estará operacional – «Uma coisa podemos prometer, e vamos manter essa promessa; no Verão do próximo ano teremos o ferry na Madeira».

fonte