Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Setúbal com carga geral a subir 29%

O Porto de Setúbal movimentou quase 351 mil toneladas de carga geral, em janeiro de 2015, uma subida de cerca de 29%, comparado com o mesmo período, em 2014, em que foi atingido o total de cerca de 273 mil toneladas. Dentro deste modo de acondicionamento, a carga fracionada cresceu 21%, com mais de 233 mil toneladas, a carga em contentores chegou aos 9,5 mil TEU, mais 29%, e, na carga Ro Ro, foram movimentadas 9,1 mil viaturas, mais de 87%, comparativamente a janeiro de 2014.

Por outro lado, considerando todas as tipologias de carga, o Porto de Setúbal exportou, em janeiro, cerca de 421 mil toneladas, o que corresponde a 67% do total do movimento do mês, cifrado em 627 mil toneladas, excluído o movimento para portos nacionais. É uma percentagem que se mantém em linha com os valores de 2014.

De notar que o maior volume de carga exportada teve como destino países exteriores à União Europeia, com 324 mil toneladas, um crescimento, face a janeiro de 2014, de 30%, com destaque para a Argélia, com 94 mil toneladas, Guiné, com 41 mil toneladas, e Uruguai, com 30 mil toneladas. Para a UE, foram exportadas, no período, 97 mil toneladas, um crescimento de 5% em relação a 2014, sendo os principais destinos, o Reino Unido, com 46 mil toneladas, Alemanha, com 10,6 mil toneladas, e Holanda, com 9,8 mil toneladas.