Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DO BARREIRO:

Novo terminal é projecto para avançar com qualquer governo

O Presidente da Câmara Municipal do Barreiro acredita que “o projecto do novo terminal de contentores no concelho é para manter, seja qual for o governo”. Carlos Humberto (na foto) informa que “o único local que está a ser estudado na Área Metropolitana de Lisboa (AML) é o Barreiro”, ansiando “pela evolução do processo”; apesar de “considerar que as coisas estão bem encaminhadas, diz que ainda falta muito para a sua conclusão”.

O edil refere que o terminal “deve vir acompanhado de uma área logística industrial e tecnológica anexa (ALITA)”, que “deve receber empresas ligadas à actividade portuária” e de “outras áreas”. Carlos Humberto acrescenta que na resposta da autarquia sobre a proposta foi “enaltecido a importância da AML se posicionar para ter actividade portuária” e “ser uma referência europeia”, defendendo que “Portugal pode ter um papel importante na ligação da Europa” com “as Américas ou África”.

O autarca lembra que “um novo terminal de contentores no Barreiro representa um total de 300 hectares que podem voltar a ser o pólo de riqueza” e “emprego que já foram”, referindo que “está a ser feito um estudo económico sobre a importância do novo terminal no país, na região” e “no concelho”. O presidente da câmara do Barreiro entende que, caso a obra avance, “devem ser tidos em conta os aspectos ambientais”, bem como “as acessibilidades, rodoviárias” e “ferroviárias”, com “destaque para a ponte entre o Barreiro e o Seixal”, sendo que “o corredor para a terceira travessia sobre o Tejo está assegurado em todos os estudos”.

Carlos Humberto considera que “o IC-21 tem um papel preponderante”, já que “o tráfego vai aumentar muito” e pode “ser feita uma ligação directa ao terminal”. Quanto à ferrovia, a autarquia “defende que depois da estação do Lavradio deve seguir para o terminal”, sendo que “com esta solução, o terminal rodoferrofluvial do Barreiro seria transferido para o interior do território da Baía do Tejo”, bem como “as oficinas da EMEF, criando assim uma grande alameda no centro da cidade”.

fonte