Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Agrupamento ETE/ETF vence concessão do Terminal Multipurpose de Lisboa

O Agrupamento ETE/ETF venceu o concurso de concessão do Terminal Multipurpose de Lisboa, uma concessão que durará, previsivelmente, até fevereiro de 2021, e implica o exclusivo da exploração comercial do Terminal, cuja área mede cerca de 48.935 m2.

Para além desta proposta, foi também avaliada uma outra candidatura apresentada pelo Agrupamento TML (TMB – Terminal Multiusos do Beato, Multiterminal, Mota Engil Logística, Portmar – Agência de Navegação e Sogestão).

As duas propostas foram submetidas no âmbito do concurso público lançado pela Administração do Porto de Lisboa (APL) para a atribuição da concessão da atividade de movimentação de carga geral contentorizada e fracionada, na área do domínio público do Estado afeto à administração da APL – Administração do Porto de Lisboa, S.A, atualmente identificada como “TML – Terminal Multipurpose de Lisboa”.

A APL assegurará que o terminal se mantém operacional durante o período de transição do atual operador para o novo concessionário.

Esta concessão marca uma nova era no sector portuário nacional, maximizando a eficiência dos terminais em detrimento da cobrança de taxas pela utilização do espaço e das cargas movimentadas pelos carregadores. Com efeito, a fórmula de cobrança ao futuro concessionário privado do concurso estabelece um patamar de movimentação de 54 mil contentores cheios por ano no TML, assegurando também que a receita da administração portuária passa para o mercado.

fonte