Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Setúbal candidata ao PROMAR projecto de Aproveitamento da Área Líquida da Doca dos Pescadores

A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA viu aprovada, pelo GAC (Grupo de Ação Costeira) Além Tejo e ADREPES (Associação para o Desenvolvimento Rural da Península de Setúbal), a candidatura do projeto de Aproveitamento da Área Líquida da Doca dos Pescadores ao programa Eixo 4 do PROMAR (Programa Operacional Pesca), que promove o desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida das comunidades piscatórias das zonas de intervenção.

O projeto visa ordenar a Doca dos Pescadores do Porto de Setúbal, afetando-a exclusivamente à pesca profissional, com o aumento do espaço para estacionamento das embarcações; estabelecer um local alternativo e próximo para o estacionamento de embarcações marítimo-turística e de recreio, provisoriamente estacionadas na referida doca; aproveitar a área líquida disponível para o desenvolvimento da atividade da pesca desportiva que complementa a sobrevivência da comunidade piscatória local, face aos constrangimentos atuais de falta de espaço aliados à crescente procura existente no segmento marítimo-turístico nos últimos anos.