Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ecoslops investe 14 Milhões de Euros no Porto de Sines e cria 35 novos postos de trabalho

A Ecoslops, empresa francesa especializada no tratamento e reciclagem de resíduos petrolíferos de navios, está a investir cerca de 14 Milhões de Euros na evolução tecnológica da ETAL - Estação de Tratamento de Águas de Lastro dos navios, localizada no interior do Terminal de Graneis Líquidos do Porto de Sines.

Trata-se de uma profunda intervenção de “revamping”, que inclui a instalação de uma unidade, cujos trabalhos deverão decorrer até ao final do corrente ano. A nova unidade terá arranques faseados das várias subunidades de tratamento dos resíduos líquidos com hidrocarbonetos dos navios, designados por “slops”, e os trabalhos decorrem sem interrupção do processo antigo de tratamento.

A nova unidade será fortemente automatizada e serão criados 35 novos postos de trabalho directos para a sua operação em regime de turnos.

Um dos aspetos mais importantes deste investimento é a instalação de um novo processo inovador de tratamento dos slops, exclusivo a nível mundial e com a designação OW2P/P2R, que junta ao processo tradicional de decantação, para separação da água dos óleos, o tratamento da água com recurso a tratamento biológico.

A tecnologia utilizada (P2R), permite refinar com mais valor os óleos recuperados, permitindo a obtenção de combustíveis marítimos certificados a partir deste tratamento, nomeadamente IFO 380 e Marine Diesel.

Este novo processo de tratamento é mais amigo do ambiente e aumenta os níveis de sustentabilidade ambiental no porto do litoral alentejano.

Em termos de capacidade, a unidade fica habilitada para a recolha e tratamento de 87.000 toneladas de slops por ano, com a recuperação de 33.000 toneladas de hidrocarbonetos.