Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Estudante constrói submarino com 1500 euros

Não será exactamente o Nautilus do Capitão Nemo, mas devem ser poucos os estudantes de 18 anos que se podem orgulhar de ter construído um submarino, como Justin Beckerman que, com apenas 2000 dólares (1500 euros), criou um subaquático.

Justamente apelidado com o nome do famoso submarino do livro de Júlio Verne, "20 mil léguas submarinas", foi construído em seis meses com recurso, sobretudo, a tubos de drenagem e tampas de lixo. O Nautilus inclui ainda reguladores e medidores de pressão retirados de uma máquina de bebidas, duas baterias principais que vêm de um antigo brinquedo de criança e alti-falantes 'roubados' ao sistema de som do carro.

O norte-americano criou assim um meio de transporte capaz de mergulhar a uma profundidade de quase 10 metros e que já completou três submersões com sucesso. Por enquanto, pode permanecer debaixo de água até duas horas e atinge a velocidade de 2,4 km/h.

Em declarações à "Hype Science", Justin Beckerman diz querer utilizar o submarino "para explorar o lago, ver peixes e talvez encontrar um pouco de história, como os canhões da casa dos vizinhos", exemplifica.

O estudante do ensino secundário é pródigo em invenções e, no seu site , é possível ver inúmeros projetos e máquinas criadas por Justin Beckerman, tais como instrumentos de limpeza automática ou helicópteros em miniatura.

fonte