Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

GALA

GNR apreende 30 quilos de enguia-bebé

O Destacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz da GNR anunciou esta sexta-feira a apreensão de 30 quilos de meixão (enguia-bebé), cuja captura é proibida, e a detenção de um homem de 64 anos.

A operação dos militares do Destacamento de Controlo Costeiro ocorreu às 07.30 na povoação da Gala, na margem esquerda do Mondego, tendo sido interceptada uma viatura que transportava o meixão, acondicionado em cerca de uma dezena de caixas, refere a GNR em comunicado.

O meixão apreendido, com o valor comercial de cerca de 9.000 euros, "foi de imediato devolvido ao rio", adianta.

No decorrer da mesma ação de fiscalização contra a pesca ilegal de meixão foi detido, identificado e constituído arguido um homem de 64 anos, por suspeitas de crime ambiental e posse de exemplares de fauna de espécie protegida.

Na ocasião, foram ainda apreendidos ao detido cerca de 60.000 euros, uma arma transformada de calibre 6.35 mm e a viatura que conduzia, avaliada em 2.000 euros.

O homem, residente no concelho da Figueira da Foz, foi libertado depois de prestar termo de identidade e residência e notificado para comparecer no Tribunal Judicial da Figueira da Foz.

fonte