Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Câmara da Figueira da Foz contra extinção do ramal ferroviário da Pampilhosa

A Câmara da Figueira da Foz tomou uma posição oficial contra a extinção do ramal ferroviário da Pampilhosa, opondo-se ainda à retirada dos carris, que entretanto foi suspensa.

Na reunião do executivo, o vereador da oposição PSD Miguel Almeida afirmou que a extinção e fim da linha "é amputar a possibilidade de, no futuro, quem cá estiver ir à procura de novos mercados". Embora lembre que a via estava a servir o porto comercial (o tráfego de mercadorias faz-se "para sul e não para norte"), Miguel Almeida defende que não quer ver a linha esquecida.

"A partir do momento em que os carris sejam retirados, não vale a pena pensar que se vai contar com aquilo", alertou, apelando à intervenção de autarquias, associações comerciais e da comunidade intermunicipal do Baixo Mondego no sentido de o Governo "voltar a inscrever" o ramal da Pampilhosa no Plano Nacional de Transportes.

"E que o Governo dê um prazo para se ir à procura de uma solução. Cabe aos operadores no terreno a procura do negócio", defendeu o autarca.

O presidente da Câmara, João Ataíde (PS), partilha desta opinião e defende a religação do ramal à linha da Beira Alta - esta última, noutros tempos, ia da Figueira da Foz a Vilar Formoso - para acesso à região espanhola de Castela e Leão. Falou ainda da realização de um estudo sobre o tráfego de mercadorias, com integração da linha no porto comercial, como "opção estratégica local de transporte de mercadorias de forma rápida" à linha da Beira Alta.

"Neste momento, sabemos que não há possibilidade de investimento no ramal, mas pedi insistentemente que [o Governo] não o extinguisse. Para nós, é fundamental", frisou João Ataíde.

De acordo com João Ataíde, a eventual extinção da Linha da Beira Alta "é uma das medidas que vai por a ferrovia em causa e acentuar a opção rodoviária como preferencial".

"O ramal devia ficar e seria de reativar. Conjugada com a linha do Oeste, a linha é uma alternativa sólida à linha do Norte", defendeu.

Recorde-se que o ramal da Pampilhosa - cerca de 50 quilómetros de ligação ferroviária entre os concelhos da Mealhada (onde faz a ligação à linha da Beira Alta, na qual chegou a estar integrada) e da Figueira da Foz - encerrou definitivamente no início de janeiro de 2012, com o fim dos transportes rodoviários alternativos.

Na prática, a linha já estava encerrada desde há três anos, em janeiro de 2009, altura em que a circulação de comboios foi suspensa por motivos de segurança, devido à antiguidade dos carris na maioria do percurso, cujas obras de requalificação não se concretizaram.

fonte

VISITE OS RECURSOS DO PORTO DA FIGUEIRA DA FOZ NA WEB

~ ~ ~ ~