Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«MERLE» ENCALHOU HÁ MAIS DE UM MÊS

Capitania de Aveiro ainda à espera de plano para remover navio

As autoridades marítimas continuam à espera que o armador do cargueiro "Merle", com bandeira das Ilhas Cook, apresente um plano para desmontar ou remover o navio, que está encalhado há um mês a sul da praia da Torreira, na Murtosa.

Apesar de ter sido ultrapassado o prazo de 30 dias para a apresentação do plano, o comandante da Capitania do Porto de Aveiro, Luciano Oliveira, considera que o proprietário ainda não abandonou a embarcação.

"Ainda não há indicação nenhuma de que o navio tenha sido abandonado", disse à Lusa Luciano Oliveira, acrescentando que estão a decorrer negociações com empresas internacionais, tendo em vista a remoção do navio ou o desmantelamento no local.

O comandante do porto de Aveiro realçou ainda que estes processos são tecnicamente "complexos e onerosos", adiantando que o proprietário do navio e a companhia de seguros "pediram mais tempo para tratar do assunto".

"Vamos ver o que é que isto vai dar", afirmou, adiantando que as autoridades não irão cancelar este procedimento enquanto tiverem conhecimento que o armador está a tentar resolver o problema.
Luciano Oliveira assegurou ainda que o navio, que tem cerca de 10 toneladas de combustível nos porões, está estável e, até agora, "não constitui nenhum perigo ambiental nem para a navegação".
"O navio está perfeitamente quietinho", afirmou.

O "Merle" seguia sem mercadoria com destino a Huelva, em Espanha, quando encalhou no dia 19 de janeiro, a sul da praia da Torreira, numa altura em que as condições marítimas eram muito adversas.
O pedido de socorro emitido pelo navio foi feito cerca das 08:30, via Lisboa-Rádio que depois deu o alerta para o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento da Marinha.

Os seis tripulantes do navio (cinco turcos e um cidadão do Azerbaijão) foram evacuados pelos meios da Polícia Marítima a partir de terra e foram assistidos localmente pelo INEM, seguindo depois para o Hospital de Aveiro, apenas para observação.
Entretanto, continua a decorrer o inquérito para apurar as causas do acidente, tendo já sido ouvidos os tripulantes do navio.
Inicialmente, as autoridades avançaram que o incidente terá ter sido provocado pelo mau tempo que se fez sentir e pela entrada de água na casa das máquinas, o que fez com que o navio ficasse desgovernado e fosse encalhar no areal.


 

VISITE OS RECURSOS DO PORTO DE AVEIRO NA WEB

~ ~ ~ ~