Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

ESTE SÁBADO

Navio de cruzeiros Oceana nas Portas do Mar

Proveniente de Philipsburg, capital de St. Maarten, o navio de cruzeiros Oceana visita Ponta Delgada no final de um cruzeiro de 35 noites, durante o qual os passageiros tiveram a oportunidade de apreciar as paradisíacas Caraíbas e ainda realizar uma travessia parcial no Canal do Panamá. Com 1939 passageiros a bordo, maioria dos quais britânicos, prevê-se a chegada a Ponta Delgada pelas 07:00 horas e estima-se que permaneça até às 17.30 horas, altura em que retomará a viagem com destino a Southampton.

Construído nos estaleiros Fincantieri, em Monfalcone, Itália, foi o último navio de uma série de encomendas para a Princess Cruises, depois do Sun Princess, Dawn Princess e Sea Princess. Foi inaugurado em Fevereiro de 2000, como Ocean Princess, para operar nas Caraíbas e Alasca. Dois anos mais tarde, foi transferido para a P&O e designado Oceana. Passou a operar no mercado britânico, tendo Southampton como o seu porto base de operações, situação que, acrescente-se, ainda hoje se mantem.

Como principais características, salientamos os seus 261 metros de comprimento, 32 metros de largura, 7,9 metros de calado, desloca 77,499 toneladas de arqueação bruta e tem capacidade máxima para 2200 passageiros com 890 tripulantes. Possui 10 decks para passageiros, com 975 cabines, 603 com vista para o exterior e 372 interiores.

Será a quinta escala das quinze agendadas para este ano por parte da P&O Cruises, operadora que cada vez mais reforça a posição dos Açores nos seus itinerários.
 

VEJA A SEGUNDA GALERIA DE FOTOS DO VI CONGRESSO DA APLOP