Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

LUÍS MIGUEL CORREIA:

Paquete Funchal deve voltar ao mar

Luís Miguel Correia, historiador marítimo, defendeu este domingo o regresso do paquete Funchal às viagens de cruzeiro. Na palestra que deu a convite do Clube Entusiastas de Navios, explicou que o navio, o último barco português e que está parado em Lisboa, tem um nicho de mercado, agrada a quem não aprecia as viagens nos novos gigantes do mar, os actuais paquetes.

A crise fez parar o processo de modernização do barco e desde Setembro de 2010 que está parado em Lisboa. Completar a modernização do navio, que já tem 50 anos, custa oito milhões, dinheiro que os herdeiros do armador grego não têm. O historiador entende, no entanto, que a melhor solução para o paquete - que nos anos sessenta fazia as ligações regulares entre Madeira, Lisboa, Canárias e Açores - é regressar ao mar.

É um navio único, quase parece um iate e tinha muita procura quando estava no activo a fazer cruzeiros. Há pessoas que preferem estes barcos aos grandes navios de cruzeiro. Além disso, os exemplos internacionais de transformar os barcos em museu foram sempre dispendiosas e não têm retorno. Foi o que aconteceu com o Queen Mary, que está parado Long Beach, Los Angeles.

fonte

TEJO TABLET - GALERIA FOTOGRÁFICA