Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

MAIS DE MEIO MILHÃO DE PASSAGEIROS

Porto do Funchal liderou portos nacionais em 2012

O Porto do Funchal liderou, em 2012, o movimento nacional de passageiros e escalas de navios de cruzeiro, tendo alcançado mais um recorde que se traduziu no crescimento de 10% e de 11% respetivamente, nestas duas variantes.

Assim, no ano que findou, registaram-se, neste porto, 336 escalas - mais 33 do que em 2011 - com 592.935 passageiros - mais 52.755 turistas do que no ano anterior. No total, visitaram o Porto do Funchal 106 navios de várias companhias, sem que se possa falar do predomínio de alguma delas.
Na quantificação de escalas e passageiros deste ano não entra o MSC Divina que, com 3834 passageiros, assistiu ao fogo-de-artifício na passagem de ano, fora das três milhas, tendo só entrado no Porto do Funchal à 01H00 do dia um de janeiro. O MSC Fantasia, com 3500 passageiros, cancelou a passagem pelo Funchal a 16 de novembro passado, por causa da greve do dia anterior no Porto de Lisboa, que levou este navio a atrasar a escala na capital portuguesa, uma vez que ali tinha de proceder a embarques e desembarques. Registaram-se também outros cancelamentos, devido ao mau tempo nomeadamente do navio "Grand Princess", com 2607 passageiros, que no dia 30 de Outubro esteve na Madeira entre as 07H00 e as 11H00, mas sem conseguir atracar.

Estes factos impediram que o número avançado pela Administração dos Portos da Madeira, com base nas reservas efectuadas pelas companhias, não tivesse sido alcançado, divergindo apenas em cerca de sete mil passageiros, número que teria sido facilmente conseguido com mais dois navios. Ainda assim, trata-se de um novo recorde que reforça a competitividade deste Porto, mantendo-o no topo da lista em matéria de crescimentos.

A Administração dos Portos da Madeira encara a performance alcançada em 2012 como absolutamente excecional e prevê que 2013 seja um ano de consolidação dos patamares até agora atingidos. Tudo aponta para que, em 2013, o movimento de passageiros continue a situar-se bem acima do meio milhão e que o Porto do Funchal mantenha as escalas acima das três centenas.

Em apenas cinco anos, este Porto cresceu 46% no movimento de passageiros e 24% no número de escalas. Em 2008, foram registadas 270 escalas, menos 66 do que em 2012 e 405.306 passageiros, menos 187.629 do que no ano que findou.

A Presidente da Administração dos Portos da Madeira, Alexandra Mendonça, atribui este crescimento por um lado, "à política tarifária, determinada pelo Governo Regional para captar este tipo de negócios, através da APRAM, e a estratégia promocional seguida nos últimos anos que levou as companhias a interessarem-se ainda mais pelo destino Madeira, já tradicional nas rotas do Atlântico."

Alexandra Mendonça destaca também a parceria de quase 20 anos com os Portos de Canárias, sob a marca "Cruises in the Atlantic Islands", que contribuiu para este crescimento "tornando as rotas, nestes dois arquipélagos, mais competitivas e concorrenciais, em comparação com a bacia do Mediterrâneo e Norte da Europa", assim como a parceria mais recente com os portos nacionais.
 

TEJO TABLET - GALERIA FOTOGRÁFICA