Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Com o trabalho «Plástico: O Novo Continente»

Jornalista portuguesa vence Prémio Rei de Espanha Ambiental

O trabalho da jornalista portuguesa Catarina Canelas sobre o impacto do plástico na vida das pessoas venceu o Prémio Especial Ibero-Americano de Jornalismo Ambiental e Desenvolvimento Sustentável, vinculado aos galardões do rei de Espanha.

“Plástico: O Novo Continente”, emitido pela cadeia de televisão portuguesa TVI a 10 de agosto de 2020, venceu, com a unanimidade do júri, pelas “imagens impactantes que refletem um enorme problema global e a invasão dos plásticos nos mares”.

A reportagem premiada de Catarina Isabel Canelas Gonçalves foi realizada em conjunto com João Franco, Nélson Costa e Teresa Almeida.

Segundo reporta a agência noticiosa espanhola EFE, o Prémio Rei de Espanha destaca o trabalho que contribui para a comunicação de comportamentos e modelos de desenvolvimento sustentável, bem como para uma maior cultura socioambiental.

O trabalho documenta de forma extensa, com uma série de reportagens, entre outras, em Portugal, Cabo Verde, Bélgica, Noruega ou República Dominicana, os perigos que pressupõem a presença do plástico no oceano, sobretudo para os animais marinhos, para a vida selvagem, em geral, e para os seres humanos.

A reportagem recolhe opiniões de especialistas, investigadores, cientistas e de organizações conservacionistas e ecologistas que trabalham também na luta contra o plástico.

O Jornalismo Ambiental e de Desenvolvimento Sustentável é um dos galardões que destacam profissionais da comunicação social receberam hoje na 38.ª edição dos Prémios Internacionais de Jornalismo Rei de Espanha, a que concorreram 155 candidaturas de mais de duas dezenas de países ibero-americanos.

fonte