Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.

Douro Internacional com 1,3 milhões para promover recursos turísticos

Os municípios fronteiriços de Zamora (Espanha) e Miranda do Douro (Portugal), viram aprovada uma candidatura de 1,3 milhões euros para promover os recursos turísticos e ambientais do território do Douro Internacional, indicou fonte ligada ao processo.

 

Em declarações à agência Lusa, o vice-presidente da Associação da Associação Ibérica de Municípios Ribeirinhos do Douro, Artur Nunes, disse que o projeto está vocacionado para a recuperação do património material da zona da raia entre Zamora e Miranda do Douro, bem como para a conservação do património cultural e paisagístico do território.

A iniciativa de cooperação transfronteiriço, denominada "Flumen Durius" e que conta com 1,3 milhões de euros provenientes do Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha/Portugal (POCTEP), entrará em fase de execução nos "próximos meses", segundo a fonte.

O consócio fronteiriço terá como "cabeça de fila" o 'ayuntamiento' espanhol de Zamora, contando com a colaboração da câmara de Miranda do Douro, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Associação Ibérica de Municípios Ribeirinhos do Douro, e de entidades espanholas como a Agrupación Empresarial Innovadora para la Construcción Eficiente e a Fundación Santa María la Real del Patrimonio Histórico.

O também presidente da câmara de Miranda do Douro frisou que há mais de um ano, que as instituições intervenientes trabalham em todo o processo. Acrescentou que se recentemente se reuniram em Zamora para "alinhar" tudo aquilo o que pretende fazer com esta iniciativa de promoção turística em torno do troço internacional do rio Douro.

"O montante aprovado vai ser para posicionar e dinamizar o território raiano, compreendido entre Miranda do Douro e Zamora, de forma a atrair turistas. É um território onde o património material e imaterial aparece como um fator fundamental para o desenvolvimento transfronteiriço", acrescentou.

Por outro lado, os promotores do "Flumen Durius" pretendem levar a cabo a promoção turística do Douro Internacional mediante novos produtos, como a promoção audiovisual do território, elaborar percursos fluviais da Rota do Douro para pequenas embarcações desportivas a remo ou estudar as oportunidades de desenvolvimento económico no troço do Douro Internacional.

fonte