Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Cabinda pronto em Novembro

As obras de modernização e ampliação do porto de Cabinda ficarão concluídas até Novembro, quando poderão ali atracar em simultâneo dois navios de grande porte.

A ponte-cais do porto do enclave ficará com 319 metros de comprimento e 12 metros de largura e o porto disporá ainda de instalações de apoio renovadas, com destaque para o parque de contentores pavimentado.

O presidente do Porto de Cabinda, Manuel Nazareth Neto, disse ao “Expansão” angolano que será possível uma produtividade de 20 movimentos de contentores/hora, em cada um dos dois navios que estejam a ser operados em simultâneo. E acrescentou que o porto disporá de capacidade para armazenar entre 4 mil e 5 mil contentores.

Nas actuais condições, o porto de Cabinda apenas pode receber navios de médio porte, que mesmo assim permanecem ancorados ao largo sendo as cargas transportadas para terra por barcaças.

“De futuro, os navios poderão fazer a descarga directa dos contentores sem que seja necessária a intervenção das barcaças”, salientou Manuel Neto, que salientou estarem a ser investidos nestas obras mais de 20 milhões de dólares.

Um dos objectivos deste projecto é, de acordo com aquele gestor, o resgate do tráfego marítimo perdido para o porto de Ponta Negra, na República do Congo, e assim reduzir a dependência dos importadores da província daquele porto vizinho.

FONTE: TRANSPORTES & NEGÓCIOS

 PARA SABER MAIS







Artigos relacionados:

  • Nova ponte-cais de Cabinda operacional em Setembro de 2012