Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Portos espanhóis cresceram 23% numa década

Entre 2001 e 2010, o volume de mercadorias movimentadas nos portos espanhóis subiu de 349,6 milhões para 431 milhões de toneladas. No mesmo período, as receitas totais passaram de 670,6 milhões para mil milhões de euros.

Ao longo da década, o movimento de mercadorias nos portos espanhóis avançou 23%. Mas entre 2001 e 2007, imediatamente antes da crise, quando foram movimentados 483 milhões de toneladas, o crescimento chegou aos 38%.

O ano de menor movimento foi 2009, com 413 milhões de toneladas. E o resultado de 2010 – 431 milhões de toneladas – ficou ainda abaixo do verificado em 2005, 2006, 2007 e 2008.

Desde o início do século, os investimentos nos portos espanhóis totalizaram 8,8 mil milhões, com um crescimento médio anual de 9%. O ano de 2008 foi o de maior esforço financeiro, com um investimento de 1,26 mil milhões de euros. Desde então os investimentos anuais caíram até aos 911 milhões de euros, no ano passado, por causa da crise e por força do termo de muitas obras.

As receitas portuárias evoluíram em linha com o movimento de mercadorias mas resistiram melhor à crise. Os proveitos cresceram 49,5%, a uma média anual de 5,5%, tendo totalizado 8,8 mil milhões de euros.

No capítulo das receitas o melhor ano foi 2008, com 1 045 milhões de euros recebidas pelas diversas autoridades portuárias.

Em 2010, o porto de Barcelona foi o que registou o maior volume de negócios, com 167,4 milhões de euros, ao passo que Algeciras foi o que movimentou mais cargas: 70,3 milhões de toneladas.

FONTE: TRANSPORTES & NEGÓCIOS