Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

VIANA DO CASTELO

Criação de centro de energia das ondas em consulta pública

A Administração do Porto de Viana do Castelo iniciou a discussão pública da utilização privativa da infraestrutura para a instalação de um centro de produção de energia das ondas, de acordo com edital publicado em Diário da República.

Em causa está um investimento de 16 milhões de euros da tecnológica CorPower Ocean na criação de um centro de Investigação e Desenvolvimento (I&D) naquele porto de mar, para desenvolver conversores de energia das ondas.

Segundo o edital publicado em Diário a República, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) iniciou o período de consulta pública da “atribuição de título de utilização privativa do Domínio Público Hídrico (DPH) para instalação de um hangar amovível, com vista à produção de peças em compósito para conversores de energia das ondas”.

Os interessados dispõem de 30 dias úteis para “apresentar objeções” à atribuição daquele título.

No início do mês, em comunicado enviado à Lusa, a APDL explicou que a “fábrica de produção, montagem, manutenção e reparação de conversores de energia das ondas” vai ficar instalada no porto de mar, pelo menos até ao ano de 2024, estando a expansão para instalações definitivas, em Viana do Castelo, planeada para o final do projeto de demonstração a instalar ao largo da praia da Aguçadoura, na Póvoa de Varzim, distrito do Porto”.

“A tecnologia desenvolvida pela CorPower diferencia-se das demais por obter cinco vezes mais energia por tonelada de dispositivo e por possuir um modo de sobrevivência único, que oferece robustez nas mais exigentes condições marítimas, entre outras inovações que se afiguram disruptivas face à tecnologia existente”, explica na nota a APDL.

fonte