Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Lisboa movimentou 5% mais nos granéis líquidos até ao final de Maio

O Porto de Lisboa movimentou mais 5% no segmento de granéis líquidos (combustíveis) entre o início do ano e ao final do mês de Maio, comparativamente com igual período do ano anterior.

De acordo com um comunicado divulgado pela APL - Administração do Porto de Lisboa, o terminal multiusos do Poço do Bispo, o terminal de combustíveis do porto dos Buchos, o terminal de granéis líquidos do Barreiro e o terminal de combustíveis da Banática, foram as infra-estruturas portuárias que contribuíram para este aumento da movimentação neste segmento de actividade, com 321%, 45%, 26% e 16%, respectivamente.

O porto da capital, liderado por Marina Ferreira, dispõe de vários terminais para a movimentação de granéis líquidos. De acordo com o referido comunicado, "estes [terminais] são especializados neste segmento de mercadoria, destacando-se neste tipo, os produtos petrolíferos e os óleos alimentares".

fonte